Paz

 

MEUS VALORES VERDADEIROS
(Roberto Andersen em 24/02/2013)
 
Acredito que todas as pessoas gostariam de estar vivendo num mundo onde tudo fosse maravilhoso. Nesse mundo ideal estaríamos felizes e satisfeitos conosco mesmo, com as pessoas à nossa volta e com tudo o que somos e com tudo o que temos.
 
Reflexões filosóficas publicadas ao longo do tempo e pesquisas realizadas com pacientes de terapias psicológicas e psicanalíticas têm mostrado que praticamente tudo nasce na mente das pessoas.
 
E qualquer pessoa, mesmo sem grandes conhecimentos técnicos sobre o assunto, pode observar que as pessoas parecem ver, ouvir e sentir de forma muito diferente umas das outras, mesmo que elas estejam no mesmo lugar, cercado pelas mesmas coisas, e nas mesmas condições.
 
Isso pode significar que cada um de nós procura enxergar o mundo à sua volta de acordo com o seu próprio estado de espírito, ou seja, quando estamos muito bem acabamos conseguindo ver coisas positivas e qualidades em tudo e em todos. Já quando estamos mal só conseguimos ver coisas negativas e defeitos em tudo e em todos.
 
Então é possível que, quando estivermos irritados, nervosos ou ansiosos, esse estado de espírito possa estar sendo produzido, não por alguma razão externa, mas sim por uma opção errada que estamos fazendo, bem no interior da nossa mente, sobre a forma que estamos vendo o mundo.
 
 As pessoas, as coisas e os problemas levam a culpa, mas na realidade a fonte da nossa insatisfação está dentro de nós mesmos. Nós estamos prestando atenção ao que nos irrita e não as que nos agrada.
 
Pessoas irritantes, coisas que não gostamos e problemas, tudo isso sempre existiu e sempre existirá! Mas também há pessoas agradáveis, coisas que gostamos e desafios estimulantes. Precisamos então deixar de ver as pessoas irritantes e passar a ver apenas as pessoas agradáveis. Precisamos deixar de ver coisas que não gostamos e passar a ver apenas as coisas que gostamos. Precisamos deixar de ver os problemas e passar a ver apenas desafios estimulantes.  Conseguindo isso estaremos criando um mundo bem melhor!
 
Agora, vamos à parte prática:
 
PESSOA AGRADÁVEL OU DESAGRADÁVEL
Procure visualizar a fisionomia de uma pessoa que você não gosta. Se tiver mais que uma, escolha a pior de todas.
 
Não queira se lembrar dos defeitos. Faça um esforço para encontrar as suas qualidades. Lembre que todas as pessoas, por pior que elas sejam, sempre têm alguma coisa de bom e positivo.
 
Visualize essa pessoa como se ela só tivesse essas qualidades o tempo todo. Ou seja: crie, em sua mente, a parte apenas positiva dela.
 
Da próxima vez que você estiver com ela procure mostrar que reconhece esse seu lado positivo e que a admira por isso.
 
Você vai perceber que, ao longo do tempo, essa qualidade apontada por você aumentará e os defeitos, aos poucos, cessarão.
 
A partir dessa experiência repita com outra pessoa e assim por diante. Daqui a algum tempo você só terá ao seu lado pessoas que você gosta!
 
Se prestarmos mais atenção às qualidades de alguém e quando, além disso, mostramos a esse alguém o nosso reconhecimento por suas qualidades, estaremos estimulando essa sua parte positiva a tal ponto que, um dia, seus defeitos desaparecerão por completo! Pelo menos aos nossos olhos!
 
COISA RUIM OU BOA
Dê uma verificada em tudo o que você tem. Algumas delas você vai descobrir que nem se lembrava de que tinha e passará a usá-las. Há também as que você já não gosta ou não usa. Dentre as coisas que você não gosta, tente alterá-las, modifica-las ou atualizá-las, desde que passem a ser boas para você, faça. Doe as demais, venda ou troque. Não fique mais com o que não gosta. Sucatas materiais criam sucatas na mente...
 
Se em vez de achar que sua bicicleta está velha você tirar um dia para consertá-la, pintá-la e coloca-la ao seu jeito, aquele objeto passa a fazer parte das coisas que você gosta. E isso pode ser feito com tudo o que você tem.
 
E quando resolver adquirir alguma coisa adquira apenas aquilo que você realmente precisa, mas escolha muito bem, para ter certeza de que é o que você necessita, é da forma que você gosta e que será verdadeiramente útil durante muito tempo.
 
SITUAÇÃO PROBLEMA OU DESAFIO
Se ocorrer uma situação problemática em sua vida ela só será um problema se você quiser. Tudo pode ser transformado em desafio estimulante. Basta analisar friamente e calmamente cada parte da situação e iniciar um planejamento diário para ir solucionando parte por parte. Isso transforma o desânimo em estímulo.
 
Passar de ano, passar num concurso ou passar no vestibular será sempre um problema se visto na sua totalidade. A solução é separar por partes e transformar cada uma delas em desafio estimulante, ou seja: criar a curiosidade e o entusiasmo para aprender cada uma das matérias, para ter conhecimento e vencer qualquer desafio que apareça.
 
Querer resolver tudo de uma só vez pode ser impossível, mas ir resolvendo parte por parte, além de ser o melhor caminho para a solução, cria os desafios que estimulam a mente e satisfazem o ego.
 
CONCLUSÃO:
 
As pessoas, as coisas e as situações são as mesmas sempre! O que muda é a nossa forma de ver e de sentir. E para passar a vida fazendo apenas aquilo que se gosta, basta encontrar em cada obrigação alguma coisa que lhe dê prazer e se dedicar a isso. A obrigação é transformada em prazer.
 
SUGESTÃO DE PERGUNTAS PARA OS ALUNOS E PARA QUE OS ALUNOS ENTREVISTEM SEUS PAIS:
 
1. Como eu poderei gostar de quem eu não gosto?
 
2. Como eu posso gostar de tudo o que eu tenho?
 
3. O que eu devo fazer antes de comprar alguma coisa para mim?
 
4. Como posso eliminar meus problemas?
 
5. Como eu posso fazer apenas o que eu gosto?

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!