Educação

Nada mais importante no mundo do que a educação em todos os seus níveis! Há, entretanto, um grande mal entendido em relação ao conceito inerente ao verbo EDUCAR.

Sabemos que tudo começou (pelo menos a partir dos escritos que chegam ao nosso conhecimento) com os nobres contratando sábios para serem os orientadores de seus filhos. 

Quando as comunidades começaram a sentir a necessidade de estender a educação a todas as crianças e adolescentes surgiu o conceito de escola, surgiu a ideia de se padronizar conteúdos fazendo aparecer o programa educacional, surgiu a ideia de se avaliar o aprendizado e todos os demais conceitos hoje existentes.

Comenius, em sua "Didacta Magna", mostrou ao mundo como se realiza um processo educacional. De lá para cá surgiram teóricos e práticos elaborando conceitos, métodos e teorias para viabilizar ou padronizar a educação.

E em sua obra, uma das frases que deveria ser a mais estudada por toda a comunidade educacional é: “Age idiotamente aquele que pretende ensinar aos alunos não quanto eles podem aprender, mas quanto ele próprio deseja”.

Mas os teóricos e os dirigentes dos sistemas educacionais acabaram mergulhando tão profundamente no universo da padronização que se esqueceram de que, em educação, a exceção é tão importante quanto a regra, já que nenhuma criança nem nenhum adolescente deve ser obrigado a se "enquadrar" nos padrões estabelecidos, se sua mente, sua habilidade, sua potencialidade e sua capacidade, estão em níveis ou estágios diferentes da média dos alunos daquela comunidade escolar.

Cada criança tem a sua velocidade, o seu momento e a sua potencialidade, seja ela uma criança normal, seja ela autista, disléxica, superdotada, hiperativa, ou portadora de síndromes, transtornos e dificuldades como discalculia, déficit de atenção, déficit cognitivo, memória seletiva, down, tourette, etc!

Todos tem o direito de aprender! Todos tem o direito de ampliar seu conhecimento. Todos tem o direito de perceber que conseguem produzir algo e que conseguem ter utilidade na sociedade. Mas nem todos conseguem saber como entrar no universo do conhecimento sem a ajuda de um professor.

O que nós, como sociedade, devemos estar atentos é que não podemos, de forma alguma, abandonar qualquer criança ou adolescente que seja à sua presumida incapacidade intelectual, como se fossemos perfeitos conhecedores das anomalias existentes nessas pessoas.

Cada visita que faço em uma unidade escolar ou mesmo a uma praça de um povoado qualquer no interior do estado, e sou apresentado a uma criança ou adolescente portador de alguma anomalia cognitiva, comportamental, psíquica, emocional ou neurológica, vejo a potencialidade existente em sua mente e vejo a alegria estampada em seus rostos quando começamos a descobrir essa sua potencialidade camuflada por trás de um rótulo que a família ou os vizinhos lhe deram!

Quanta perversidade está sendo feita por toda uma comunidade, ao se rotular pessoas como incapazes! A perversidade começa no rótulo e continua no abandono da pessoa, com a desculpa de que ela não tem condições de "acompanhar os colegas da mesma idade". Comparar é outra perversidade!

Acompanhar quem e para que, se cada um tem a sua própria potencialidade, ou seja, todos nós somos diferentes e temos que ser respeitados nessas diferenças?

Se a anomalia impede que a criança fale, deixe que ela se expresse como puder e como quiser e quando quiser! Luzia, da Escola Recanto do Pequeno Príncipe, em Juazeiro, se expressa com sorriso ou com expressão de tristeza. Ela não precisa falar para dizer o que sente. Ela se expressa com o olhar e com expressões faciais. Maria Eduarda, do mesmo colégio, já se comunica de outra forma, ela usa o corpo também para se expressar. Ambas sabem o que é o amor por meio do abraço, da transmissão do pensamento positivo carregado de afeto. As duas são capazes e são eficientes por meio das suas características próprias. Dizer que qualquer uma delas é incapaz ou deficiente é uma perversidade! Incapazes ou deficientes somos nós, enquanto não conseguirmos desenvolver nossa competência para entendê-las em suas expressões, emoções e sentimentos.

Educação

Criança com sintoma de bipolaridade

01/05/2009 21:27
Transtorno bipolar infantil (suspeita) em criança com dois anos: um relato. Preservando o nome da relatora, segue-se a pergunta:    Pergunta:   A menina altera seu humor constantemente. Pode estar brincando que, sem motivo aparente começa a chorar. À noite chora dormindo. Qual...
Leia mais

Crianças infelizes se tornam adultos doentes, indica estudo

02/03/2009 21:11
Uma pesquisa britânica sugere que crianças que são infelizes têm mais chances de se transformar em adultos permanentemente doentes ou incapacitados.   A pesquisa liderada pelos cientistas do King's College de Londres analisou 7,1 mil pessoas nascidas entre 1950 e 1955.   Os...
Leia mais

Professores de Manaus vão receber assistência psicológica

26/02/2009 13:26
26/02/09  A Secretaria Municipal de Educação de Manaus (Semed) vai oferecer a professores da rede municipal de ensino acompanhamento psicológico. O objetivo é evitar afastamentos provocados por estresse.   De acordo com dados da Semed, transtornos mentais e comportamentais são...
Leia mais

A cada 100 alunos, 66 se envolvem com atos de agressão na escola

26/02/2009 12:26
26/02/09     Cerca de 66% dos alunos do ensino fundamental e médio disseram ter sofrido ou cometido agressões contra seus colegas de escola nos últimos seis meses, segundo pesquisa feita pelo Núcleo de Análise do Comportamento da Universidade Federal do Paraná...
Leia mais

Incluir 5 milhões de alunos no ensino superior até 2013: É Possível?

24/02/2009 20:03
 É uma meta bem pretensiosa, mas que se for seguida corretamente pode vir a dar os frutos esperados. As medidas apontadas como importantes para dar este imenso pulo são as seguintes: Ampliar o financiamento estudantil; Reforçar a qualidade do ensino médio público; ...
Leia mais

Perseguição a Colegas

24/02/2009 20:02
Perseguição de colegas prejudica aprendizagem AGÊNCIA ESTADO São Paulo – O que era entendido como brincadeira de adolescente passou a ser estudado, ganhou um termo universal e agora virou preocupação de escolas particulares brasileiras. Bullying, esse é o nome dado àquela perseguição...
Leia mais

Cônjuges

24/02/2009 20:02
Dez dicas para não deixar as crianças atrapalharem seu casamento (Mimi Doe) “No casamento, ser a pessoa certa é tão importante quanto achar a pessoa certa” Wilbert Donald Gough Filhos, casa, trabalho, saúde, aparência, dinheiro, gatos, cachorros... No nosso dia-a-dia corrido, somos...
Leia mais

Puberdade

24/02/2009 20:01
  Crescimento e desenvolvimento na adolescência A adolescência é definida como a fase de transição entre a infância e a idade adulta, uma passagem que pode durar até dez anos (dez aos...
Leia mais

Aumentar Auto-estima

24/02/2009 20:00
Como aumentar a auto-estima de seu filho sem transformá-lo num tirano 27/04/2007 Milagros Pérez Oliva Conseguir que os filhos tenham auto-estima elevada é um dos objetivos que se colocam muitos pais, mas nem sempre os métodos que utilizam para tanto são os mais adequados. Às vezes, querendo...
Leia mais
<< 1 | 2 | 3 | 4

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!